Amar, é destruir


    Era uma vez uma menina, que pela primeira vez estava ao lado da pessoa que
 amava, pela primeira vez tinha uma oportunidade de ser feliz. Tinha medo de não
 ser boa o suficiente, medo de ser apenas mais uma, medo de que ele a 
 deixa-se. As amigas diziam-lhe que ele era um erro e quando acabasse ela seria a
 personagem que caiu e ele a que fica no cimo do abismo a rir-se. 
    Um dia nas férias de verão, eu estava em casa deitada no sofá a ver o meu
 programa preferido, quando o telemóvel começou a tocar e o ecrã indicava que
 era ele. Atendi com um sorriso mas depressa se desvaneceu quando ele disse
 que queria acabar, eu perguntei porquê e ele desligou.
    Então eu caí, caí no maior abismo que alguma vez tinha imaginado. Quando
 olhava à minha volta para os sítios que antes me tinham parecido perfeitos com ele
 ao meu lado, estavam agora completamente destruídos. Faltava-lhes sempre a
 parte mais importante, ele.
   No primeiro dia de aulas, ele estava lá, no cacifo que ele tinha pedido por ser ao
 lado do meu. De repente apercebi-me do quanto sentia a falta dele. Comecei a
 aproximar-me, quando apareceu uma rapariga à frente dele e o beijou. O mundo
 inteiro à minha volta desabou. Queria correr o mais depressa que pudesse e
 desaparecer, queria avançar e dar-lhe uma chapada, queria chamar-lhe os piores
 nomes que alguma vez imaginei mas a única coisa que consegui fazer foi ficar
 parada a olhar para eles, era como se o meu corpo já não me pertencesse.
   Quando finalmente ele olhou para mim tudo voltou ao normal, as pessoas ao meu
 lado reapareceram e o meu corpo voltou a ser meu, ai virei costas e parti. 
   

2 ♔:

Bella Jesus disse...

oh ines ta tao lindo *

lena disse...

obrigada, tmb sigo :)

Enviar um comentário

Seguidores

Blog Archive

♔ inês. Com tecnologia do Blogger.